Ajude-nos a ajudar...

A AAME acredita que a deficiência não é o resultado apenas de fatores biológicos, mas também de motivos sociais. Seja nosso parceiro e colabore você também a promover a inclusão social destas crianças e suas famílias. Você pode transformar a vida dessas pessoas. Você poderá contribuir com valores a partir de R$20,00 mensal e vai ganhar um kit de boas vindas (EU SOU UM AMIGO ESPECIAL)

home

     
 
Deus lembrou de mim
  Imprimir E-mail  
 
Set
4
2013

...Elas são de diversas cores, formas e aromas. São belas, simples e fascinantes. Todos desejam e gostam de tê-las por perto porque trazem beleza, harmonia e paz. Algumas requerem mais cuidado para um crescimento forte e saudável. É possível que todos já tenham deduzido que falo das flores. Exatamente. Mas também é plausível que compare as flores com os nossos filhos. Quando reunidos as outras crianças, parecem iguais em comportamento e necessidades.

Falo de necessidades do tipo: comida, banho, amor e uma boa dose de limite e educação. Com as flores é quase a mesma dedicação, exceto que as flores não precisam de teorias de bom comportamento. Eles necessitam do básico para viverem. Mas buscamos nos nossos filhos, o mesmo que buscamos nas flores. Queremos apenas o belo, a perfeição. Só que filhos também como as flores nascem com “espinhos”. Alguns podem ser retirados, como as imperfeições estéticas, no entanto, há alguns espinhos que temos que simplesmente conviver com eles. Esses espinhos machucam. Os espinhos cravados sejam de causa genética ou acidental provocam sangramento e causam dor. Uma dor daquelas difícil de descrever e de aceitar. Cada agulhada do espinho é uma nova dor. A dor do medo, da intolerância alheia e da desinformação sobre nossa flor. A agulhada vem em forma de frases do tipo: “...esse tipo de pessoa é um peso...” “eles são incapazes de aprender a tomar banho sozinho...” E ficamos temerosos dessa rosa enfeiar nosso “sonhado jardim”. E em um determinado momento aprendemos a segurar a rosa com cuidado e tratá-la fica mais fácil. A dor já passou. Me recordo que no momento que ouvi uma sábia frase do meu sogro: “Não lamente, se a proporção é o nascimento de 1 criança com síndrome de Down para 900 bebes, e Deus te entregou o Mateus é porque lembrou de você e do Jerônimo dentre 889 pais e mães. Não nos machucamos mais, porque sabemos como segurá-la e vemos mais a simplicidade da sua beleza do que sua imaginária dor. E hoje percebo que nesse imenso jardim de rosas, sou uma mãe realizada porque minhas rosas são cultivadas pétala por pétala. Pegam chuva, pegam sol. As vezes exagero um pouco nos cuidados, mas cada um sabe a necessidade das suas rosas. São nossos melhores plantios. Quando olho pro meu jardim percebo, que não tenho nem mais, nem menos. Tenho o necessário. Sabem por que? “Simplesmente porque Deus lembrou de mim.” Ele me deu o suficiente pra ser feliz. Cabe a mim, cultivá-las diariamente para que possam crescem e desenvolver. Estarei lá. Sempre a espera para aplaudir cada desabrochar dessas rosas.
FELIZ DIA DAS MAES PRA MIM. RSRSR

Escrito por Super User
 
 
#fc3424 #5835a1 #1975f2 #9ada4e #a9f9a7 #1d3eff